Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Contagem e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Contagem
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
SET
14
14 SET 2022
EDUCAÇÃO
REGIONAL INDUSTRIAL
Estudantes de curso profissionalizante ofertado pela Prefeitura constroem academia de ginástica em escola no Industrial
enviar para um amigo
receba notícias

Estudantes do curso profissionalizante de Mestre de Obras estão construindo uma academia de ginástica na Fundação de Ensino de Contagem – Funec / Unidade Industrial. Os participantes receberam, nesta terça-feira (13/9), a visita da prefeita Marília Campos, que foi acompanhar o andamento do curso e conversar com participantes e instrutores.

“Ouvimos depoimentos fantásticos sobre o curso. É uma experiência importante para que as pessoas pensem em novas oportunidades no mercado de trabalho. Fico muito feliz por essa iniciativa da Funec, que cuida não apenas do ensino médio e técnico, mas também da qualificação profissional”, afirmou Marília.

A prefeita ainda destacou o investimento em justiça social e geração de empregos proporcionados pelos cursos da Funec. “A gente prepara uma cidade com mão de obra mais qualificada. A academia que vimos aqui hoje é uma obra robusta e muito bonita, já testada e aprovada”.

O curso de Mestre de Obras é parte da Formação Inicial Continuada – FIC, do Pronatec, realizado em parceria com a Funec, com uma turma de 60 estudantes, sendo oito mulheres. A duração é de 300h/aula, em 75 dias, e a previsão de formatura é dia 8 de outubro.

A execução da academia de ginástica é parte do processo de ensino-aprendizagem do curso e foi acompanhada por dois instrutores, a arquiteta Larissa Silva Evangelo e Rodrigo Resende, engenheiro civil.

Conforme apontado pelos professores, os estudantes passaram por todos os processos, desde a parte teórica, passando pela construção dos projetos, até colocar a “mão na massa”. “Muitos já tinham experiência prática em obras, mas não tinham o conhecimento teórico. Dividimos as turmas em grupos e todos se ajudaram”, apontou a instrutora Larissa.

Embora grande parte da turma já tenha experiência de trabalho em obras, outros tiveram o primeiro contato com a prática e buscaram a formação para agregar conhecimento, como é o caso da corretora de imóveis Maria Lúcia Rodrigues.

“No meu trabalho preciso saber o que é bom, o que é bem-feito. O curso foi muito bom para ampliar meu conhecimento, entender como é uma planta, como são feitos os cálculos. Foi um curso maravilhoso”, disse Maria.

Maria Delzuite é artesã e faz de tudo um pouco em casa. Por indicação de um amigo se inscreveu no curso e aprovou o aprendizado. “Gostei muito do conteúdo. Pretendo fazer novos cursos na área, me especializar ainda mais”, apontou.

Marcos Eustáquio dos Santos trabalha com elétrica de manutenção e fez o curso por indicação da esposa, que já fez o curso de assistente escolar pelo Pronatec. “Aprendi muito, cerca de 90% do que vi aqui não tinha conhecimento. Agora, quando for fazer uma casinha no meu ‘terreninho’ já vou saber o que deve ser feito, como fazer”.

Outro aspecto valorizado pelos estudantes do curso foi quanto à oferta da formação no mercado. “É difícil achar cursos nessa área e quando achamos é muito caro”, apontou Silvio Antônio. “O curso tem um conteúdo muito rico, já fiz outros na área. Além de tudo, nos possibilitou fazer uma boa rede de contatos. O mercado tem muita demanda e aqui aprendemos métodos inovadores, novas tecnologias”, destacou Igor Geraldo.

A presidenta da Funec, Telma Fernanda Ribeiro, parabenizou a equipe da Funec, responsável pela realização do curso. “Nosso objetivo é oferecer e levar qualificação para todas as regiões da cidade. A Funec é a segunda instituição em nível nacional quanto à permanência dos estudantes nos cursos profissionalizantes, o que demonstra a qualidade desses cursos”.

A Funec Industrial convive no mesmo espaço com a Escola Municipal Maria do Amparo e, portanto, os estudantes das duas unidades serão beneficiados com a construção da academia.

Cursos FIC

Os participantes dos cursos do FIC recebem auxílio-alimentação, auxílio-transporte e toda a materialidade. Até o fim de 2022, 1.710 serão ofertadas em 26 cursos, dentro de oito eixos tecnológicos.

Além do eixo Infraestrutura, ao qual se insere o curso de mestre de obras, existem os eixos Ambiente e Saúde; Controle e Processos Industriais; Produção Alimentícia; Desenvolvimento Educacional e Social; Gestão e Negócios; Informação e Comunicação e Produção Cultural e Design.

Clique aqui e confira a galeria de fotos.


 

Autor: Fernando Dutra
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia