Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Contagem e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Contagem
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
DEZ
26
26 DEZ 2022
ADMINISTRAÇÃO
DESENVOLVIMENTO URBANO
GABINETE DA PREFEITA
GOVERNO
PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
Reforma Administrativa redesenha a estrutura governamental e aumenta participação popular
enviar para um amigo
receba notícias

A Prefeitura de Contagem já implementa a Reforma Administrativa nas secretarias de Governo,  Administração, Tecnologia da Informação, Desenvolvimento Urbano e Habitação, Obras e Serviços Urbanos, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Direitos Humanos e Cidadania, além  da Procuradoria-Geral do Município, gabinetes da prefeita e do vice-prefeito. A prefeita Marília Campos sancionou o Projeto de Lei 142, promulgando a Lei Complementar nº 344, no dia 9 de dezembro de 2022. O PL foi votado e aprovado por unanimidade em dois turnos na Câmara Municipal sem emendas.

Marília Campos frisou que “a reforma promove a modernização da administração com ênfase na participação popular”, pois visa readequar a estrutura organizacional do Poder Executivo de forma a criar condições para otimizar a gestão e o desempenho dos trabalhos executados, a fim de proporcionar a realização do interesse público. 

“A readequação da estrutura ora apresentada, é resultado de estudos realizados no âmbito da administração municipal, com o objetivo de permitir o cumprimento das respectivas competências, com qualidade, racionalidade, eficiência e transparência, para a boa administração do serviço público”, destacou a mensagem do Poder Executivo ao Legislativo quando o PL foi enviado à Casa.

O secretário de Administração, Antonio David de Sousa Júnior, destacou que a coordenação dos estudos que subsidiaram a reforma, a definição das diretrizes e parâmetros e a articulação permanente junto aos diversos órgãos municipais, os quais culminaram com a presente reforma administrativa, foram as principais contribuições da pasta. “O trabalho desenvolvido tinha como objetivo dotar as áreas abrangidas pela reforma de uma estrutura organizacional mais robusta, moderna e ágil, com capacidade para elevar a qualidade dos serviços públicos com eficiência, transparência e participação popular”.

Ele frisou ainda que “a Secretaria de Administração fortaleceu e modernizou a sua estrutura, com a criação da Subsecretaria de Licitações, Contratos e Parcerias, visando a aprimorar e tornar mais eficientes os processos de aquisições e contratações de bens e serviços da Prefeitura”. Também foi reestruturada a Subsecretaria de Recursos Humanos, com vistas ao aprimoramento dos processos de gestão de pessoas e aos cuidados com a promoção da saúde do trabalhador e da segurança do trabalho.

“Nós queremos melhorar a atenção e os cuidados com a vida dos servidores, desde o seu ingresso até o processo de aposentadoria. Para tanto, estamos investindo em tecnologias, em novas metodologias de trabalho e na criação de áreas específicas para cuidar da capacitação dos servidores, no acompanhamento sociofuncional e na promoção da saúde e da segurança do trabalho”.

Não menos importante, o secretário salientou também “a modernização da estrutura organizacional da Subsecretaria de Administração, com foco no aprimoramento dos processos de planejamento e gestão operacional, com ênfases na política de gestão patrimonial de bens móveis e imóveis, na manutenção e conservação dos próprios públicos e na prestação de serviços cada vez mais qualificados à população”.

O secretário de Governo e Participação Popular, nova nomenclatura da Segov, Pedro Amaral, falou sobre o projeto de modernização e inovação da gestão pública que está sendo implementado pela Prefeitura de Contagem a partir da reforma para qualificar a prestação do serviço público. “O destaque é o fortalecimento das administrações regionais e as áreas de zeladoria e manutenção. Outro aspecto importante é o fortalecimento da participação popular no processo de decisão governamental”.

Gestão mais efetiva e célere

A procuradora-geral do município, Sarah Campos, destacou que a reforma administrativa promoveu inovações importantes na estrutura e atividades exercidas pela PGM, com a criação da Subprocuradoria Consultiva, titularizada por um subprocurador consultivo. “Por ela a atividade jurídico-consultiva no município ganhará mais destaque na gestão, proporcionando melhor organização interna, distribuição de demandas e atendimento mais ágil e eficiente aos órgãos e secretarias”. 

Ela ainda salientou que a reforma garantiu atendimento aos compromissos firmados pelo município com o Open Government Partnership -  OGP. “Foi destacada a competência da PGM de implementação e promoção de práticas de conciliação, mediação e outras técnicas de autocomposição no âmbito do município. Nesse aspecto, garante-se maior celeridade, efetividade e consensualidade na resolução de conflitos, judicializados ou administrativos, de interesse da administração pública”.

A procuradora-geral ainda frisou que o fortalecimento da estrutura da PGM pela reforma administrativa contribuirá, especialmente, para a qualificação da equipe, dinamização de procedimentos e eficientização no exercício das atribuições da Procuradoria-Geral, viabilizando a contínua melhoria da prestação do serviço e defesa do interesse público.

A secretária municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mônica Maria Cadaval Bedê, pontuou que para SMDUH, a Reforma Administrativa foi uma conquista. “Uma vez que ela cria uma estrutura de subsecretarias, superintendências e diretorias adequadas para a implementação das políticas públicas de planejamento urbano, regulação urbana e habitação, que estão sob a responsabilidade da pasta”. A estruturação da SMDUH deverá ser consolidada quando da realização do concurso público previsto, que viabilizará a complementação do quadro técnico existente de modo a garantir as condições compatíveis com suas competências.

Na Secretaria de Obras e Serviços Urbanos - Semobs, uma das principais mudanças foi a criação da subsecretaria de Administração e Finanças, que assumiu atividades realizadas antes feitas pelo gabinete da pasta e a fusão da Secretaria de Obras com a Subsecretaria de Manutenção.

Tecnologia

Após deixar de ser subsecretaria do Planejamento, a agora Secretaria de Tecnologia da Informação também ganhou mais estrutura. “A secretaria está ampliando em 25% o seu tamanho: criando três superintendências e uma subsecretaria que irá tratar especificamente sobre projetos e planejamentos de TI, pensando a gestão da tecnologia da inovação na cidade. O objetivo máximo é desburocratizar, organizar e estruturar a administração pública municipal por meio tecnológicos”, ressaltou o secretário Fernando Lopes.

O secretário ainda enfatizou que a STI vai permitir sistematizar, organizar e ampliar a gestão de TI para o município. “Não vamos pensar a secretaria como meio, mas uma secretaria fim. Capaz de promover mobilidade social, combater a desigualdade social por meio da democratização do uso e do acesso a internet, combatendo o analfabetismo digital e ser um ponto de apoio para as demais secretarias do ponto de vista estrutural”.

Meio Ambiente

Para a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Maria Thereza Camisão,  a reforma veio para criar uma estrutura administrativa que retrate a realidade dos serviços públicos prestados, considerando a diversidade da secretaria. A criação da Subsecretaria de Controle Ambiental veio, não só para otimizar e integrar as superintendências de Fiscalização e Licenciamento Ambiental, mas para agregar a também criada Superintendência de Proteção Animal”.

Além disso a reforma estrutura a Subsecretaria de Parques, Jardins e Áreas Verdes - Conparq para que a mesma possa garantir à população espaços públicos que proporcionem  lazer, esporte, cultura e saúde, verdadeiros locais de encontro. “Com a nova estrutura, a Conparq ainda terá maior eficiência para cuidar da arborização urbana, garantindo uma cidade com mais qualidade de vida, mais verde e mais bonita”.

A estruturação da Semad ainda deverá ser consolidada por meio de concurso público, que ampliará o número  de técnicos necessários para garantir o melhor atendimento à população e aos empreendedores de um município do porte de Contagem.

Autor: Jefferson Lorentz
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia