Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Contagem e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Contagem
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
20
20 JAN 2023
DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA
Visibilidade trans e travesti é tema de roda de conversa e mostra cultural promovidas pela Prefeitura de Contagem
enviar para um amigo
receba notícias

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, através da Superintendência de Políticas de Defesa dos Direitos Humanos e Diversidade Sexual, promoveu, na quarta-feira (18/01), uma roda de conversa e mostra cultural com a temática da visibilidade trans e travesti. Realizado no auditório da Prefeitura de Contagem, o evento reuniu mais de 80 pessoas, entre elas ativistas da causa LGBTQIA+, integrantes da sociedade civil, conselheiros e conselheiras do Conselho Municipal LGBT e artistas Drag, compareceram para dialogar sobre os direitos humanos, os desafios diários, as oportunidades às pessoas trans e travesti e  o respeito às diferenças.

A roda de conversa que contou com a presença do titular da pasta, Marcelo Lino, e com o presidente do Conselho Municipal dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, o empresário Dudu Fashion, também tiveram as presenças de Evellyn Loren, Shephanny Di Monaco e Allana Delatorre. Mediada pela ativista na causa LGBTQIA+, travesti e quilombola, por Juhlia Santos, que desenvolve trabalhos artísticos pautados em gênero e raça. “Penso que são importantes ações como essa, promovidas e abraçadas pela Prefeitura de Contagem, desejo que elas se estendam ao longo dos 365 dias do ano, mas que possamos também reafirmar nossas causas nesse mês de janeiro, mês da visibilidade trans e travesti, onde colocamos luz as questões importantes. É muito necessário envolver cada vez mais órgãos públicos, para que possamos confabular uma existência possível para todos e todas nós. Que a nossa permanência e existência sejam naturalizadas em todos os espaços!”

O Secretário Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Marcelo Lino, reforçou a importância da luta coletiva por direitos da população de travestis, transexuais. “Nós estamos trabalhando cotidianamente para construir uma cidade diversa, plural, que respeita as diferenças e as possibilidades de viver, de pensar, de ser e existir. As políticas públicas são construídas a partir das possibilidades e diálogos com o cidadão objetivando uma cidade para todos e todas, de convívio e respeito. A importância dessa roda de conversa com a temática trans e travesti, a presença de tantas pessoas aqui nessa tarde, reforça a importância de sermos representantes de tantas outras que não podem estar aqui, que estão tendo seus direitos negligenciados. Nesse sentindo, precismos diariamente nos fortalecer, na luta que é coletiva, para que possamos nos expor para impor nosso jeito e direito de existir”.


Durante o evento, o diretor e roteirista Daniel Márcio, falou do documentário “Olhar transformador”, produzido por ele e Anita Custódio, que será lançado na próxima quarta-feira (25/01), às 19h, no auditório da Prefeitura de Contagem. O documentário é financiado pelo Fundo Municipal de Incentivo à Cultura. “O nosso documentário fala sobre transição e especialmente sobre o amor, que não tem gênero. Nós não amamos gênero, nós amamos pessoas, isso que retratamos no documentário, ao mostrarmos a vida de um casal. Convido todas e todos para a estreia, aqui no auditório, uma sessão comentada e aberta ao público, com a presença dos dois protagonistas”.

As apresentações musicais ficaram por conta das artistas Alana Delatorre, atual Miss Glamour Minas Gerais e da apresentadora e presidenta do Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual - Cellos Contagem, Evelyn Loren. Os participantes puderam visitar a exposição Travessia – do jornalista e fotógrafo Lucas Ávila, que retrata o cotidiano de travestis e transexuais de Belo Horizonte.

Clique aqui e acesse a galeria de fotos. 

Confira o vídeo "Visibilidade trans e travesti é tema de roda de conversa e mostra cultural"
Autor: Isabela Melo
Seta
Versão do Sistema: 3.3.4 - 05/06/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia