Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Contagem e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Contagem
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
20
20 JAN 2023
MEIO AMBIENTE
SAÚDE
Gari de Contagem salva gatos da morte e mostra a necessidade da guarda responsável
enviar para um amigo
receba notícias

Há quem diga que o exemplo é o melhor jeito de mudar o mundo, a sociedade, as pessoas e vale mais que mil palavras. Um exemplo nobre deste início de ano vem de um gari que trabalha no serviço de coleta de lixo em Contagem. O último dia 4 de janeiro, seria mais um  dia como tantos outros para Cristiano Fidelis, 44 anos, que corre em média 30 km/dia recolhendo os sacos de  lixo pelas vias da cidade.  No entanto, naquele dia, em uma das ruas do bairro Conjunto Água Branca, entre um saco e outro de lixo, veio a surpresa:  dois gatinhos de cerca 45 dias de vida juntos com outros materiais jogados fora dentro de um saco de lixo amarrado.  

A surpresa por algo tão inusitado e o susto por ato tão cruel misturaram-se entre os trabalhadores da coleta. Cristiano tão alvoroçado pelo acontecimento gravou ali mesmo um vídeo publicado no  TikTok  que ultrapassou nada menos do que 1,1 milhão de visualizações, além dos milhares de comentários que condenavam o abandono irresponsável dos felinos. “Olha a covardia!”, é o que diz a maioria dos posts que se seguiram à publicação do vídeo. 

 

  

“Foi tudo muito rápido. A gente trabalha com muita atenção por causa dos objetos perfurocortantes. O meu colega, Marconi, pegou o saco e percebeu que algo se mexia no interior e foi logo dizendo, ôh xará …tem algo se mexendo neste saco. Quando abrimos lá estavam os dois em meio ao lixo. Me surpreendi. Não era lixo que estava ali, eram vidas”, reconstrói Cristiano o momento exato do acontecido. 

“Se não fosse nossa percepção, iríamos recolher eles sem ver e eles seriam compactados pelo dispositivo da caçamba de lixo", relembrou Cristiano.  

A decisão de adotar os filhotes foi praticamente instantânea, com ele levando-os para a casa em que mora com a família no bairro Jardim das Alterosas Segunda Seção em Betim, cidade vizinha à Contagem. 
 

“Esses aqui são os gatinhos que foram abandonados dentro do saco de lixo. Eu trouxe eles para a minha casa, dei banho, tirei as pulgas, os alimentei. Eles estão sob meus cuidados. Um bicho tão inofensivo e sendo maltratado pela população, mas a gente tem um coração bom. Então, estou aqui cuidando deles. Adotei para mim”, mostra orgulhoso o gari. 

Nessa parte, a história dos dois gatos ganha ainda mais cor, um milagre cotidiano. Há quem chame de coincidências, outros chamam de sincronicidade. O fato é que Cristiano tem em casa uma gata, a Nina, que deu cria há poucas semanas, a uma ninhada com três filhotes, dos quais apenas um sobreviveu, a Serena. De forma imediata a mamãe gata aceitou os novos filhotes levados pelo gari e não mais que de repente  formou-se ali uma nova família, apesar das perdas. Os agora batizados Zangado e Farofa parecem gratos por terem sidos salvos da morte e poderem desfrutar da vida ao lado da pequena Serena e da mãe Nina, que também mostra-se feliz aos lamber as crias, enquanto eles mamam. 
 

 
 

Abandono é crime, passível de prisão e multa   

Mais do que um ato de covardia, o abandono de animais é crime ambiental de acordo com o artigo 32 da Lei 9.605/98. A pena prevista é de detenção de três meses a um ano para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, além de multa. Além dessa, outra lei que tipifica este tipo de crime é a Lei Estadual 23231/16. 

No entanto, quando se tratar de casos envolvendo cão ou gato, a penalidade aplicada varia de dois a cinco anos de prisão. Em todos os cenários, a sentença poderá ser aumentada de um sexto a um terço, caso a violência resulte na morte do animal.

“Com base nessas leis qualquer pessoa pode entrar em contato com a polícia para denunciar casos de maus tratos. Pode ligar para o 190 ou 181 ou mesmo ir a uma delegacia”, explica a  superintendente de Defesa Animal da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Mariana Licéia Campos de Oliveira. 

A superintendente destaca que o gesto de Cristiano ao salvar os dois animais, é um gesto para ser seguido. “É um bom exemplo que pode inspirar outros cidadãos. Este rapaz é um cidadão do bem, pois ele salvou duas vidas,  dois animais da morte, o que não é qualquer coisa. Além de salvar, ele ainda denunciou o crime de abandono de animais. Ele fez um grande serviço para a sociedade, um exemplo a ser seguido.  Mostrou que não é apenas cobrar do Poder Público, ele denuncia, resgata e leva para casa dele”.  
 

A Prefeitura de Contagem parabeniza Cristiano Fidelis e lembra que incentiva a castração de animais e também a adoção responsável. Todas as informações sobre castração e adoção podem ser obtidas na Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses – UVZ de Contagem pelo telefone 3351-3722.  

 

Autor: Repórter Jefferson Lorentz/PMC
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia