Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Contagem e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Contagem
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
24
24 JAN 2023
REGIONAL RIACHO
TRANSCON
Procon Contagem orienta sobre os cuidados na compra do material escolar de 2023
enviar para um amigo
receba notícias

Com o retorno às aulas presenciais, o Procon de Contagem, órgão da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania, traz algumas orientações em relação à lista de material escolar para o ano de 2023, para que o consumidor fique atento aos seus direitos e aos deveres das instituições que prestam serviços educacionais. 

A superintendente do Procon Contagem, Silvania Silva dos Santos, apontou que umas das principais dúvidas dos responsáveis é justamente sobre a lista. Silvania recomendou que os consumidores fiquem atentos e explicou que as leis federais 8.078/90 e 12.886/2013 determinam o que não pode ser incluído. “Materiais de uso coletivo dos estudantes, pagamento adicional ou aqueles necessários à instituição para a prestação dos seus serviços educacionais contratados, como por exemplo, pincel para quadro, toner para impressoras, álcool em gel, copos descartáveis, materiais de higiene e limpeza não podem constar nas listas”.

Outra informação importante para os responsáveis é que alguns materiais que podem ser solicitados pela escola devem ser devolvidos ao aluno no final do ano letivo. Como exemplos: livros, jogos didáticos, fantasias, fantoches, DVDs, entre outros. Isso vale também para os itens que não foram utilizados durante o ano. “É direito dos pais ter a devolução dos materiais, desde que tenham arcado com o pagamento”, ressaltou o diretor de Fiscalização, Estudos e Pesquisas do Procon Contagem, Hygor Augusto Ubirajara.

A legislação também orienta que as escolas não podem, em hipótese alguma, escolher a marca dos materiais escolares solicitados para o ano letivo. É direito do consumidor escolher a opção que preferir para os itens solicitados pela escola. 

Neste sentido, o Procon de Contagem elaborou uma série de materiais que não podem estar na lista de material escolar solicitada aos alunos. São eles: canetas de lousa; carimbo; copos descartáveis; esponja para pratos; flanelas; grampos para grampeador; giz branco ou colorido; guardanapos; lenços descartáveis; marcador para retroprojetor; material de limpeza; material de escritório; medicamentos; pratos descartáveis; sacos de plástico; talheres descartáveis; pasta suspensa e papel higiênico.

Para mais informações e denúncias: 

O consumidor ou fornecedor que quiser receber orientações ou enviar denúncias deve entrar em contato por meio do e-mail procon@contagem.mg.gov.br ou pelo telefone (31) 3392-7328. 

Para denúncias o Procon Contagem disponibiliza do WhatsApp (31) 98979-4168, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. 

 

Autor: Isabela Melo
Seta
Versão do Sistema: 3.3.3 - 16/05/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia